Gestão de Carreira: Uma carreira é construída desde os primeiros anos de vida.

Gostaria de lhe chamar para uma reflexão, para que possas perceber a importância de se construir uma carreira ao longo dos anos e não apenas quando se entre num mercado de trabalho!

Normalmente passamos 9 meses dentro do ventre materno, recebendo amor, carinho, atenção, e nos nutrindo da melhor forma possível. Em seguida vem a infância, nos ensinando a dividir, nos enturmar, lutar por nosso espaço. Daí vem a adolescência com toda sua variação do humor, necessidade de auto afirmação, de se destacar, de namorar…Entramos na universidade e um novo horizonte se abre. Parece que a vida profissional começa neste momento. Engana-se quem pensa assim.

Vou lhe contar um pouco de minha história; um pouco de como cada fase de minha vida contribuiu para que hoje eu esteja exatamente onde estou:

Primeiro, eu seria o segundo filho, se minha mãe por ventura, não tivesse perdido o primeiro. Em função disto recebi muito carinho a atenção, o que me fez entender a importância de cuidar das pessoas.

Segundo, tive uma infância comum, até certo ponto. Minha irmã sempre foi a estudiosa. Enquanto isto, eu deixava para estudar sempre de última hora, buscando entender o que realmente importava ser escrito para cada professor e assim eu me dava bem. Aprendi a ter altruísmo e fator positivo disto.

Terceiro, tive uma adolescência fora do comum, eu trabalhava, ganhava dinheiro, torrava. Era literalmente um adolescente que ganhava o que queria ganhar e fazia da vida o que queria fazer. Aprendi que tenho condições de ganhar exatamente aquilo que eu quero. Que posso estar onde eu desejo estar; basta lutar.

Quarto, como adulto, pude olhar para trás e ver tudo de bom que a vida me ensinou. Hoje, cuido das pessoas, me coloco no lugar delas, luto pelo que desejo e olho para trás em agradecimento pelo que sou e consigo me posicionar para um futuro brilhante.

Vamos as coisas ruins que aconteceram e o que ficou de ensinamento de cada uma delas:

Na infância, comprava e vendia chicletes Ploc a meus pais e Tios. Passei a consumir os insumos e quebrei. Aprendi que instrumento de trabalho é para trabalho e não para nos favorecer.

Na adolescência, fui jogador amador de destaque, com propostas sérias de trabalho e desisti por influência paterna. Aprendi que o destino é meu e só eu posso determina-lo.

Trabalhei como oficce boy, na empresa de meu pai. Aprendi que não era aquilo que eu queria para minha vida.

Fui trabalhar como corretor de imóveis em Itamaracá, onde a estrada era de barro e era pleno inverno. Aprendi que era preciso analisar o mercado e fatores que influenciam determinado trabalho.

Trabalhei como balconista de auto peças. Aprendi a atender as pessoas independente de sua aparência.

Entrei no ramo de Educação Física e passei apenas 3 meses como estagiário, pois como já sabia o que queria, aprendido em outra época da vida, já fui trabalhar com treinamento personalizado. Montei o primeiro grupo de treinamento personalizado. Quebrei por confiar e não ter 100% do controle em minhas mãos.

A partir daí as coisas andaram exatamente como eu queria que andassem, nunca esquecendo de todos os ensinamentos que a vida me deu; sem esquecer de dar um grande empurrão para minha formação, claro!

Hoje sou especialista em Gestão de pessoas e liderança, especialista em Gestão empresarial e comunicação e Coach Executivo. Tenho 3 empresas: Luciano de Melo Consultoria & Treinamento – Nova Era Studio de comunicação – Central de Cursos Inertia. E continuo a aprender com a vida!

Devemos sempre estar dispostos a aprender a cada momento de nossas vidas! É importante olhar para trás e perceber estes ensinamentos! É importante olhar para frente e perceber que hoje eles nos impulsionam para um grande futuro!

Acredite em você, naquilo que você quer, trace metas e as busca incessantemente, que no fim do cominho, elas serão alcançadas!

 

Comentários

Comentários

Compartilhe através do: