Exercícios e os Idosos

Olá, amigos MenteFitness! Tudo certinho com vocês? Espero que sim!

Neste artigo, abordaremos a forma como o exercício se faz importante na vida do idoso, como praticar um exercício físico pode trazer mais longevidade aos que tanto fizeram e fazem por nós! Vamos lá!?

Em um artigo anterior (Idosos e os cuidados que devemos ter.) falamos sobre os problemas que as quedas trazem para os idosos. Mostramos através de dados científicos e do nosso governo o quão importante, se faz, previnir estas quedas. Mas e aí, como evitamos estas quedas? qualquer idoso pode se previnir? vamos responder estas perguntas, agora!

O envelhecimento de forma ativa tem como definição o aperfeiçoamento da saúde, participação e segurança, buscando uma melhora na qualidade de vida enquanto ficamos mais velhos (DAVIM et al. 2010).

Segundo Davim (et al., 2010), são termos importantes para essa política: autonomia, independência, qualidade de vida e expectativa de vida saudável, mesmo nos casos em que já esteja instalado algum grau de comprometimento da capacidade funcional.

Maciel (2010) aponta que “Para a Organização Mundial da Saúde (OMS, 2006), um dos componentes mais importantes para se ter uma boa saúde é o estilo de vida adotado pelas pessoas, o qual pode ser entendido como as ações realizadas pelo indivíduo no seu dia a dia: alimentação, uso de drogas – lícitas e/ou ilícitas –, prática de atividades físicas regulares, dentre outros, que são passíveis de serem modificadas. Essa mesma organização reconhece a prática de atividades físicas como um relevante meio de promoção da saúde e redução dos fatores de risco.”

Ou seja, pra todos nós, fica claro que ser o indivíduo ativo já nos ajuda, mas ser um idoso ativo é de suma importância!

Este quadro abaixo, exibe os efeitos que a velhice nos causa. Isto serve para identificarmos de imediato a importância que é praticar um exercício fisico.

tabela-idosos

A prática de um exercício físico ou atividade física, se mostra como algo de grande importância para redução e prevenção de várias quedas funcionais típicas do envelhecimento (MACIEL, 2010). Ainda no mesmo artigo, Maciel (2010) nos apresenta uma série de dados que apontam os benefícios de ter um idoso incluso em programa de exercícios físicos. São eles:

a) aumento/manutenção da capacidade aeróbia;

b) aumento/manutenção da massa muscular;

c) redução da taxa de mortalidade total;

d) prevenção de doenças coronarianas;

e) melhora do perfil lipídico;

f) modificação da composição corporal em função da redução da massa gorda e risco de sarcopenia;

g) prevenção/controle da diabete tipo II e hipertensão arterial;

h) redução da ocorrência de acidente vascular cerebral;

i) prevenção primária do câncer de mama e cólon;

j) redução da ocorrência de demência;

k) melhora da auto-estima e da autoconfiança;

l) diminuição da ansiedade e do estresse;

m) melhora do estado de humor e da qualidade de vida.

Bastante, não é mesmo!? Mas só pra ficar mais claro ainda! No item F, foi citada a sarcopenia, e sabe o que isso significa?  Que é a perda de massa e força na musculatura esquelética (como bíceps, tríceps e quadríceps) com o envelhecimento. Ah… então ainda temos esta redução da perda!? Exato!

idosos-terceira-idade-exercicio-fisico-academia-malhar-1497919807493_v2_1920x1280E quais atividades podem ser realizadas? vamos ver a lista mais abaixo.

1) lazer (exercícios físicos/esportes);

2) deslocamento ativo (andando a pé ou de bicicleta);

3) atividades domésticas (lavar, passar, etc);

4) laboral (atividades relacionadas à tarefa profissional).

Segundo Maciel (2010), a primeira dimensão (lazer) pode ser classificada como uma atividade estruturada (seguindo as características de exercícios físicos), enquanto que as demais, como não estruturadas, realizadas espontaneamente ao longo do dia. Ou seja, não existem desculpas, não é mesmo?

O que queremos passar a vocês é que se você for um idoso, o bloqueio é mais mental que fisico. E se tiver um bloqueio físico, seja por qual natureza for, não se deixe limitar por ela, vá em um parque, uma praça, uma praia e/ou para uma academia. Procure boas companhias, bons professores e vá viver mais e mais!!! Se você esta lendo isso e não é um idoso, leve o idoso que faz parte da sua vida, para algum destes locais a vida é o nosso bem mais precioso e ter alguém que amamos, ao nosso lado, por mais tempo é sempre fundamental.

Espero ter ajudado de alguma forma e qualquer duvida estou à disposição de todos vocês. Um enorme abraço!

Referências:

  1. DAVIM, B. M. R. et al. Aspectos Relacionados ao Envelhecimento Humano Saudável. Rev enferm UFPE on line. 2010 nov./dez.;4(spe):1961-967;
  2. MACIEL, G. M. Atividade Física e Funcionalidade do Idoso. Motriz, Rio Claro, v.16 n.4, p.1024-1032, out./dez. 2010.

Comentários

Comentários

Compartilhe através do: